Texto pessoal: Estrelas




  Queridas estrelas, sinto em dizer que o tempo acabou.
  Morri em mim e não irei me recuperar disso. Eu sei!
  Compreendo meus próprios sentimentos, sei que deixei de acreditar.
  Isso deveria ser uma carta de amor, mas decidi que quero me despedir. Quero partir e deixá-las, não quero que vejam mais meus olhos virados para vocês, porque cansei de ser alguém que busca sonhos em luzes mortas no topo das árvores.
  Eu confesso: queria ser como vocês.
  Queria estar livre, poder me apegar quando bem entendesse, me desligar - emocional e fisicamente - de um mundo que não me acolhe, mas não sei fazer isso.
  Não sei ser estrela.
  Talvez, inconscientemente, jamais tenha aprendido a brilhar.
  Talvez não tenha sentido essa necessidade em meu passado.
  Não... Deixei que brilhassem por mim. Permiti ser um vácuo no espaço literal da sociedade.
  Fiz isso todas as vezes que deixei que respondessem por mim. Em todas as vezes que me esqueci de pensar ou de achar. Fiz isso quando permiti que dissessem que preferia isso ou aquilo, ou mesmo de como preferia o meu bife.
  Não que essas sejam causas importantes. Não são. Apenas são minhas.
  Mas tudo bem se elas não importam, eu também não ligo para isso.
  No fim das contas, eu só queria ser mais como uma estrela. E, como não posso, prefiro fingir que nunca me esforcei para ser mais como vocês e menos como eu.
  Por que?
  Porque vocês brilham até hoje, vocês compartilham a noite umas com as outras, vocês dividem sua imponência com a Lua, mas não são ofuscadas por ela.
  Talvez eu seja aquele ponto morto... A escuridão que liga todas vocês.
  Calma, não disse isso porque me acho maior. Mesmo porque, são você que recebem cartas como essa.
  A verdade do adeus...
  Cansei de tentar ser como vocês. Já não quero ser uma estrela.
  Esse é só o começo, só a ponta do iceberg que vou ter que derreter até me desvencilhar de vocês para sempre.
  Mas se esse é o começo, pensem pelo lado bom: tive tempo de lhes dizer que não quero brilhar como vocês, porque nenhuma de vocês nunca mereceu a minha atenção.
  Sinto muito.
  Adeus!

Comentários